Vacinação contra COVID-19 em Goiânia

Vacinação contra COVID-19 em Goiânia

Em  Ofício n. 1965/2021/GS, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (GO) informou ao CREF14/GO-TO que, neste momento, serão vacinados os Profissionais de Educação Física que trabalham nos seguintes locais:

- Estabelecimentos de assistência à saúde
- Vigilância à saúde
- Regulação e gestão à saúde

Ou seja, que atuam em estabelecimentos de serviços de saúde, a exemplo de hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias, drogarias, secretarias municipal e estadual de saúde e outros locais que, após avaliação da Gerência de Imunização, tiverem indicação de vacinação.

Podem ser vacinados os trabalhadores que atuam nas instuições de longa permanência para idosos (ILPI).

Para vacinação em Goiânia, o Profissional deverá ser residente no município de Goiânia e agendar o seu atendimento no aplicativo Goiânia 24 horas.

No momento da vacinação, deverá apresentar:
- Comprovante de atuação (crachá, contracheque) em uma das áreas citadas acima.

Os Profissionais de Educação Física autônomos que prestam assistência (reabilitação) a pacientes domiciliares deverão preencher urna declaração das suas atividades (acesse aqui o modelo de declaração da Prefeitura de Goiânia) que ficará retida na Secretaria Municipal de Saúde conforme recomendação do Ministério Público no início da campanha de vacinação contra COVID-19.

ATENÇÃO

Não serão vacinados neste momento os trabalhadores dos  estabelecimentos de serviços de interesse à saúde (exemplos: academias de ginástica, clubes, salão de beleza, clínica de estética, óticas, estúdios de tatuagem e estabelecimentos de saúde animal, conforme Ofício Circular N° 57 do Ministério da Saúde).

A estratégia adotada visa garantir a vacinação contra a COVID-19 para os trabalhadores que estão mais expostos à esta doença e fazem parte dos serviços essenciais no enfrentamento à pandemia pelo novo coronavírus.

As doses utilizadas para vacinar os trabalhadores de saúde constituem-se de 30% das doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde aos idosos, conforme pactuado pelo COE Estadual (Centro Estadual de Operações de Emergências (COE). Assim, considerando que o grupo de idosos é o mais atingido pela pandemia e que nem todos foram ainda vacinados devido a indisponibilidade de doses, os 30% destinados a trabalhadores de saúde devem ser utilizados com cautela, conforme as recomendações acima.

A secretaria municipal de saúde de Goiânia solicitou mais doses ao Ministério da Saúde, conforme Ofício Circular N° 86/2021/SVS/MS a fim de atender todos os demais trabalhadores de Saúde da capital goiana.

Leia aqui o Ofício n. 1965/2021/GS

 

Fechar Menu