Moção de aplausos para a categoria na Câmara Municipal de Anápolis

Moção de aplausos para a categoria na Câmara Municipal de Anápolis

O presidente do CREF14/GO-TO, Marcelo de Castro Spada Ribeiro (CREF 001934-G/GO), acompanhado pelo conselheiro William Alves de Lima (CREF 001141-G/GO) e do Profissional de Educação Física, Claudistone Moreira Andrade (CREF 002158-G/GO), participou, na manhã desta quarta-feira (19/05), de sessão da Câmara Municipal de Anápolis com moção de aplausos e homenagem aos Profissionais de Educação Física. Também foi homenageada Ana Márcia Rodrigues, proprietária juntamente com seu esposo, de uma das maiores academias do município, por ter conseguido manter a empregabilidade dos funcionários durante a pandemia.

“A Moção de Aplausos é um mecanismo que nós, vereadores, temos para reconhecer a dedicação e o trabalho dos cidadãos e instituições no nosso município. Por isso, propus na Câmara de Anápolis a homenagem aos Profissionais de Educação física que foi celebrada durante a sessão ordinária. Na ocasião, pude reforçar a importância das atividades físicas como essenciais durante a pandemia e os benefícios que essas atividades trazem para a população Anapolina”, afirmou a vereadora Dra Trícia Barreto, autora do Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal de Anápolis, no dia 15/04, que reconhece a prática de atividade física e do exercício físico como essenciais para a população anapolina. A matéria aguarda sanção do Prefeito de Anápolis (GO), Roberto Naves e Siqueira.

“É com muita honra que estamos aqui. As medidas de distanciamento social adotadas para conter a disseminação do novo coronavírus tiveram como efeito colateral a redução da prática de atividades físicas. De acordo a OMS, até 5 milhões de mortes por ano poderiam ser evitadas, em todo o mundo, com o aumento na prática contínua de atividades físicas. O sedentarismo está associado a doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, hipertensão arterial, entre outras. Durante a pandemia, a Educação Física deve ser vista como parte da solução e não do problema. Pesquisas científicas demonstram que a prática contínua de atividades físicas reduz em 34,3% o tempo de internação por COVID-19 e evita o desenvolvimento de sintomas graves da doença”, declarou o presidente do CREF14/GO-TO.

Fechar Menu